economia donut

Entenda o que é a Economia Donut e quais são os seus princípios

O que é Economia Donut?

Economia Donut é um modelo econômico elaborado pela economista Kate Raworth, da Universidade de Oxford. Nesse conceito, a ideia de Kate Raworth foi incluir os limites planetários na criação de um novo modelo de desenvolvimento. Esse conceito foi apresentado em seu livro Economia Donut: Sete maneiras de pensar como um economista do século 21

O nome “Donut” é uma referência ao formato de uma rosquinha. De forma resumida, nessa analogia a parte interna do donut representa os aspectos sociais necessários para uma boa qualidade de vida, enquanto a borda representa os limites planetários.

Podemos dizer, basicamente, que a Economia Donut é uma estrutura visual para um desenvolvimento sustentável que busca não ultrapassar os limites do planeta.

Esse conceito vem ganhando cada vez mais popularidade nos debates de como solucionar os problemas ambientais que estamos enfrentando.

A analogia do Donut

Como mencionamos, a palavra Donut foi usada pois o conceito se assemelha com a estrutura visual de uma rosquinha. Segundo a analogia, o anel interno diz respeito aos itens que, de acordo com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU, são o básico para uma boa qualidade de vida, como: 

  • acesso à água potável,
  • alimentação,
  • moradia,
  • energia,
  • saúde,
  • educação,
  • emprego e renda,
  • igualdade social,
  • igualdade de gênero,
  • paz e justiça,
  • voz política. 

Já o anel externo do donut representa os limites planetários, ou seja, os limites do planeta Terra os quais não devemos ultrapassar para que não haja danos ao clima, solos, oceanos, camada de ozônio, fauna e flora. No modelo de Economia Donut há nove limites planetários que não devem ser ultrapassados, eles incluem:

  • Mudanças climáticas
  • Acidificação dos oceanos
  • Poluição química
  • Poluição por nitrogênio e fósforo
  • Excesso de uso de água doce
  • Conversão de terras (desmatar terras para a criação de atividades econômicas, como estradas e campos agrícolas)
  • Perda de biodiversidade
  • Poluição do ar
  • Destruição da camada de ozônio.

O ideal é que o desenvolvimento econômico esteja entre os dois anéis, ou seja, a área onde as necessidades humanas e as do planeta estão sendo atendidas. 

Quais são os objetivos da Economia Donut?

Os atuais modelos econômicos que regem o mundo são baseados apenas no dinheiro e no lucro e ignoram as questões sociais e ambientais do contexto em que estão inseridos. É o que Kate Raworth chama de “homem econômico racional”. Segundo ela, esse sistema econômico está falido e não é mais viável, uma vez que acabou sobrecarregando os recursos. Por isso, a solução seria uma mudança drástica que rompa com o padrão que busca crescimento ilimitado e lucro a qualquer custo. Sua proposta é um sistema no qual equilibre as necessidades de todos e os recursos do planeta.

O principal objetivo desse novo modelo é repensar e reformular os atuais modelos de desenvolvimento socioeconômico. No modelo Donut, para uma economia ser considerada próspera, todas as necessidades básicas dos seres humanos devem ser atendidas, mas respeitando os limites do planeta. Ou seja, a ideia é que as metas econômicas atendam as necessidades humanas, mas sem comprometer o equilíbrio natural do planeta terra.

Por fim, considerando os inúmeros desafios sociais e ambientais que o mundo vem enfrentando, podemos ver a importância da adoção de um sistema que seja mais sustentável. Com a Economia Donut a qualidade de vida se torna prioridade mas não às custas do nosso planeta.

Kate Raworth diz que “Uma economia saudável deve ser criada para prosperar, não crescer. Nada na natureza cresce para sempre.”

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pop up