economia circular economia circular

Economia Circular: O que é e como funciona?

5 minutos para ler

O que é Economia Circular?

Economia Circular é um conceito que busca o desenvolvimento econômico por meio de práticas sustentáveis. Esse conceito é baseado na ideia de que os resíduos podem ser insumos para a produção de novos produtos.

Ele repensa o modelo de produção e consumo atual e propõe um novo modelo baseado na lógica da própria natureza, onde não há o conceito de lixo. Por exemplo, na natureza, restos de frutas e outros alimentos que foram consumidos por animais acabam se tornando adubo para plantas. A Economia Circular funciona de maneira semelhante, eliminando o conceito de lixo e dando aos resíduos que antes seriam descartados uma nova utilidade. Ou seja, após um produto chegar ao fim de sua vida útil ele pode ter seu material reaproveitado ou reciclado.

O nome “circular” vem justamente desse aspecto cíclico.

Quais são as principais características da Economia Circular?

Considerando tudo isso, podemos resumir que as principais características da economia circular são:

  • Utilização recursos naturais de forma racional e responsável;
  • Redução do volume de resíduos;
  • Manutenção da vida útil de produtos;
  • Minimização de impacto negativo no meio ambiente;
  • Reutilização e reciclagem de produtos.

Economia Linear X Economia Circular

A economia circular se opõe à economia linear, processo produtivo atual no qual há um começo, meio e fim para os produtos. Nesse sistema, o crescimento econômico se dá através do consumo de produtos que eventualmente vão ser jogados fora quando não forem mais úteis para seu consumidor.

Por isso, a economia linear não é boa para o meio ambiente, já que, ela usa dos recursos naturais, que são limitados, de maneira desenfreada para produzir cada vez mais e depois o que foi produzido com esse recurso é descartado após o fim de sua vida útil. Não há qualquer tipo de equilíbrio ou reparação aos danos causados à natureza.

Já na economia circular, há intenção de reparar os danos ambientais causados e diminuir os impactos negativos. Os produtos não são vistos como algo obsoleto e já são projetados de forma a facilitar sua reutilização e reciclagem e diminuir a quantidade de lixo produzido.

Qual é o objetivo da Economia Circular?

O objetivo da economia circular é repensar os atuais hábitos de consumo e promover um melhor uso dos recursos naturais. Esse novo modelo busca estabelecer um outro tipo de relação com os bens materiais, produzindo sem esgotar os recursos naturais, e diminuindo a quantidade de lixo gerada. Com isso, criar um impacto positivo e preservar o nosso planeta. 

Saiba mais! Conheça mais sobre Sustentabilidade.

Quais são os benefícios ?

A valorização dos recursos naturais é uma das principais vantagens da economia circular. Nesse sistema, a extração dos recursos é feita de maneira consciente e responsável evitando gerar impactos negativos no meio ambiente. Isso é uma forma de reverter os danos causados pela economia linear na qual a extração exagerada e irresponsável de matérias-primas finitas traz o risco de esgotamento dos recursos naturais.

Outra vantagem é a redução do volume de lixo produzido. Atualmente, o modelo linear gera um volume enorme de resíduos que afetam negativamente o meio ambiente e podem ser tóxicos para os seres vivos. Já no modelo circular, cada material é aproveitado de maneira cíclica. Nessa lógica, menos produtos são descartados diminuindo a quantidade de lixo nos aterros.

Dessa forma, podemos dizer que a economia circular gera inúmeros benefícios uma vez que ela é capaz de compensar os danos no meio ambiente e amenizar problemas ambientais como a poluição e os problemas causados por ela. Além disso, a redução do volume de lixo e da poluição aliado à valorização dos recursos naturais pode melhorar as condições de saúde dos seres humanos.

Além dos benefícios ao meio ambiente, há vantagens para a economia e para a sociedade também já que o modelo circular permite economizar recursos e energia e criar novos empregos.

Como Implementar?

A implementação da Economia Circular começa desde as fases de extração dos recursos naturais e fabricação do produto. A extração dos insumos deve ocorrer de maneira consciente e respeitando os limites da natureza.

Além disso, todas as decisões em relação à fabricação do produto devem ser tomadas levando em consideração o seu destino após o uso. Já na fabricação e nos processos de design, os produtos devem ser projetados de maneira a facilitar sua reutilização. É fundamental que eles sejam feitos com materiais recicláveis e não perigosos (como substâncias tóxicas) e as empresas devem fazer sua parte para garantir a circularidade dos produtos.

Um exemplo de empresa que já adota esse modelo é a Natura que se compromete com a redução de resíduos de seus produtos e garante a circularidade de suas embalagens até 2030. Alguma das ações da empresa que podemos destacar são:

  • Adoção do uso refil nos seus produtos, o que contribui para a redução de resíduos gerados;
  • Uso de plástico verde;
  • Um programa de logística reversa, responsável por coletar embalagens descartadas e reciclá-las. 

No entanto, para esse sistema funcionar é necessária também a colaboração do consumidor. O público consumidor precisa entender e assumir seu papel nesse ciclo e contribuir para a circularidade dos produtos. Isso envolve consumir de forma consciente, evitar o descarte desnecessário de bens buscando utilizá-los ou passá-los para outra pessoa, e fazer reciclagem.

Posts relacionados

Deixe um comentário