fbpx
desenvolvimento sustentavel

Desenvolvimento sustentável: conceito, origem e exemplos

Umas das principais alternativas para um futuro mais verde é o desenvolvimento sustentável – “ Forma de desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da nossa geração sem prejudicar as futuras gerações.”  

De forma simples e direta o desenvolvimento sustentável possibilita que a sociedade atual e seus sucessores, possam se desenvolver de forma socioeconômica, cultural e ambiental, utilizando conscientemente dos recursos presentes no nosso planeta preservando as espécies e os habitats naturais.

Origem do Desenvolvimento Sustentável

O termo desenvolvimento sustentável foi cunhado pela primeira vez em 1987 no Relatório Brundtland, elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento pertencente a ONU (Organizações das Nações Unidas).

Desde então o desenvolvimento sustentável ganha destaque em grandes reuniões que visam debater questões de cunho socioambiental e econômico  em escala mundial, destaque para a Conferência das Nações Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92), Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento sustentável (Rio+20).

O desenvolvimento sustentável parte do reconhecimento da forma predatória na qual a humanidade vem utilizando-se dos recursos naturais e dos ecossistemas terrestres, resultando/potencializando problemas de ordem ambiental, econômica e social. Como a fome, aquecimento global, pobreza, migrações em massa, conflitos armados, doenças dentre outros obstáculos que compõem essa extensa lista. 

O reconhecimento é o primeiro passo para o desenvolvimento sustentável, mas o planejamento também é fundamental para lidar com os recurso naturais finitos de forma sustentável. Esse conceito representa uma nova forma de desenvolvimento econômico levando em conta não só o crescimento econômico, mas a justiça social e o meio ambiente.  

Princípios que regem o desenvolvimento sustentável:

desenvolvimento sustentavel

Desenvolvimento econômico

O crescimento econômico, entendendo que para um país se desenvolva é necessário capital, investimento, lucro nunca sobrepondo a esfera social e ou ambiental.

Desenvolvimento social

Entende-se com o desenvolvimento social as circunstâncias em que as sociedades adquirem melhores condições de vida e bem estar, nessa esfera também é contemplada a pluralidade cultural como uma das riquezas da humanidade.

Conservação ambiental

A conservação ambiental consiste no uso consciente e sustentável dos recursos naturais e ecossistemas do globo.

O desenvolvimento sustentável tem como prioridade ações que contemplem as esferas econômicas, sociais e ambiental em prol da justiça igualdade e bem estar social respeitando o meio ambiente.

17 Objetivos do Desenvolvimento sustentável 

Objetivos do desenvolvimento sustentável

Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS), foram definidos na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável no ano de 2015 um evento de escala global sem precedentes que reuniu países e a sociedade civil com o objetivo de orientar a cooperação internacional e a política Nacional até o ano de 2030. Os objetivos do desenvolvimento sustentável são:

  1. Erradicar a pobreza
  2. Erradicar a fome
  3. Saúde de qualidade
  4. Educação de qualidade
  5. Igualdade de gênero
  6. Água potável e saneamento
  7. Energias renováveis e acessíveis
  8. Trabalho digno e crescimento econômico
  9. Indústrias, inovação e infraestruturas
  10. Redução das desigualdades
  11. Cidades e comunidades sustentáveis
  12. Consumo e produção responsáveis
  13. Ação contra a mudança global do clima
  14. Vida na água
  15. Vida terrestre
  16. Paz, justiça e instituições eficazes
  17. Parcerias e meios de implementação

Agenda Pós-2015 Brasil 

O Brasil também esteve presente e participou das negociações e definição dos ODS, criando a agenda Pós-2015, para cumprir com os objetivos do desenvolvimento sustentável no âmbito nacional, como resultado temos as principais metas adaptadas à realidade nacional:

  • Redução das desigualdades – com o intuito de promover justiça social, eliminando quais qualquer forma de discriminação, promovendo políticas e ações voltadas ao respeito à diversidade e não-discriminação. E a Redução das desigualdade e as disparidades socioeconômicas.
  •  Igualdade de gênero e empoderamento das mulheres – Combate à violência contra a mulher, eliminar desigualdade de salários entre homens e mulheres, propor políticas que incentivem a formação e a participação das mulheres no mercado de trabalho eliminando a diferença de gênero em todos os níveis de educação e capacitação. 
  • Segurança Alimentar e Nutricional e Agricultura Sustentável – Propor políticas que assegurem a segurança alimentar e saúde do brasileiro, utilizem-se dos recursos naturais de forma consciente, reduzam o desperdício alimentar, incentivem a produção de alimentos orgânicos advindos de sistemas sustentáveis e incentivem a pesquisa e o desenvolvimento no processo de produção de alimentos.
  • Saúde e dinâmicas populacionais – Promover sistemas de saúde que considere os princípios da justiça social e sejam democráticos, levando em consideração bem estar e qualidade de vida dos cidadãos brasileiros.
  • Educação – Supera as dificuldades educacionais e ampliar a acessibilidade, a inclusão e a garantia de qualidade da educação em todos os níveis.
  • Cultura e meios de vida – Reconhecer, preservar e garantir a diversidade cultural como um motor do desenvolvimento sustentável, especialmente no que diz respeito às várias formas de conhecimento, tecnologias e práticas culturais tradicionais.
  • Urbanização e cidades sustentáveis – Promover a urbanização de forma funcional, sustentável e na diretrizes legais e condizentes com as diretrizes do desenvolvimento sustentável.
  •  Águas e saneamento básico – Até 2030, garantir a todos o acesso universal, a preços acessíveis, à água potável e segura, ao saneamento adequado e à higiene. 
  • Energia – Até 2030, assegurar o acesso universal, a preços acessíveis, a serviços de energia seguros, modernos e sustentáveis.
  • Crescimento econômico e emprego – Promover o crescimento econômico sustentável e inclusivo e a estabilidade macroeconômica e financeira.
  •  Ecossistemas terrestres, biodiversidade e florestas – Uso consciente e sustentável conforme a legislação vigente e a categorização das unidades de conservação, investir na mitigação de impactos, na recuperação de áreas degradadas e na promoção do conhecimento dos povos tradicionais e das comunidades indígenas.
  • Recursos marinhos e oceânicos – Minimizar a pressão antropogênica sobre os oceanos e a biodiversidade marinha.
  •  Cultura de paz e instituições democráticas –  Construir uma cultura de paz como condição indissociável ao desenvolvimento sustentável e promover políticas para prevenção da violência. 

Desenvolvimento sustentável no Brasil

O Brasil é um país de destaque internacional e protagonista em assuntos voltados ao meio ambiente e já foi sede de dois dos mais importantes eventos sobre sustentabilidade em toda história:

Conferência das Nações Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92)

Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento sustentável (Rio+20)

Participando também de forma ativa na aprovação dos seguintes documentos no âmbito internacional:

Agenda 21 

Declaração do Rio sobre Ambiente e Desenvolvimento 

Declaração de Princípios sobre Florestas

Convenção sobre Biodiversidade, sobre Mudanças Climáticas e sobre Desertificação.

Como alcançar o desenvolvimento sustentável ?

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.