fbpx
madeira sustentável

Madeira sustentável: descubra o que é, a diferença entre madeira comuns e sustentáveis e ainda as principais espécies.

Quando se trata de escolher madeira para sua próxima construção ou projeto de melhoramento da casa, uma opção que tenha o menor impacto no meio ambiente, é a melhor opção. Escolher uma madeira sustentável, no entanto, pode parecer um pouco complicado se você não tiver certeza de como diferenciar entre produtos sustentáveis ​​e não sustentáveis. Escolher madeira sustentável certificada ou comprar madeira recuperada de estruturas antigas com prova da fonte são as melhores maneiras de garantir que a madeira seja sustentável.

Conceito de madeira sustentável

Algumas florestas são certificadas por práticas de exploração sustentável.

A madeira sustentável, em comparação com qualquer outra madeira do mercado, foi obtida legalmente e de forma que preserve outras árvores existentes na floresta, bem como os cursos de água, a vida selvagem e o ambiente em que a madeira foi colhida. Para madeira importada de outros países, sustentabilidade também significa coletar a madeira de uma maneira que respeite os direitos dos povos indígenas na região. Em uma prática sustentável de exploração madeireira, novas mudas são plantadas mais rapidamente do que as árvores são removidas, garantindo assim que as florestas voltem a crescer.

FSC madeira sustentável

A madeira certificada pelo Forest Stewardship Council (FSC) é a garantia da de forma sustentável, usando métodos de exploração de baixo impacto. Embora toda a coleta de madeira tenha impacto no meio ambiente, o objetivo da exploração sustentável é ter o menor impacto negativo possível na área circundante. A madeira certificada pelo FSC vem de áreas florestais bem gerenciadas para garantir a sustentabilidade. Essa madeira possui um rótulo do FSC para facilitar a localização em lojas de madeira e de artigos para a casa. Mais de 380 milhões de acres de floresta são certificados pelo FSC globalmente, com 150 milhões desses acres situados na América do Norte. Mesmo assim, menos de 20% dos materiais de madeira vendidos nos Estados Unidos são certificados pelo FSC.

Embora o FSC não seja a única organização que certifica a sustentabilidade da madeira, é uma das mais amplamente aceitas nos Estados Unidos e além. Outras grandes organizações que certificam a colheita sustentável de madeira incluem a Canadian Standards Association, o American Tree Farm System, o Sustainable Forestry Initiative Program e o Programa de Endosso da Certificação Florestal.

Madeira de demolição ou recuperada

Parede de madeira resistida áspera.

A madeira recuperada também é sustentável.

Para ter o menor impacto nas florestas e em seus ambientes circundantes, escolha madeira recuperada ou de demolição vindas de outras estruturas que estão sendo reformadas ou derrubadas. Isso também ajuda a manter esses materiais fora dos aterros, beneficiando ainda mais o meio ambiente. Tábuas de celeiro, pisos antigos de fábricas e academias de ginástica e até pistas de boliche são exemplos de madeiras recuperadas disponíveis para compra.

Alguns estaleiros de salvamento carregam pranchas recuperadas; outros até acabam com produtos de madeira, como mantas de lareira ornamentadas ou portas de madeira antigas. Mesmo os estaleiros de salvamento de instituições de caridade, como as lojas ReStore da Habitat for Humanity, carregam produtos de madeira recuperados, embora a seleção varie bastante de uma viagem para a outra. Às vezes, o ReStore carrega sobras de materiais de construção doados por empresas de construção, que é outra maneira de comprar de maneira sustentável, pois você está reutilizando um material que, de outra forma, poderia ser descartado. Algumas empresas de madeira e construção também se especializam em projetos de madeira recuperada, como instalações de pisos de cozinha.

Espécies de madeiras sustentáveis

Como em qualquer outra madeira, algumas espécies de origem sustentável são mais comuns que outras. Isso se deve à abundância de árvores de onde veio a madeira e, portanto, ao número de florestas certificadas que contêm essas árvores. As madeiras sustentáveis ​​são usadas para tudo, desde pisos de madeira, construção civil, móveis e até tacos de beisebol. Algumas das madeiras sustentáveis ​​mais fáceis de encontrar são:

  • Cinza branca: proveniente da América do Norte, essa madeira é usada para equipamentos esportivos e móveis, pois é durável e flexível.
  • Carvalho: O carvalho mais sustentável também vem da América do Norte. Essa madeira de tonalidade clara é usada para pisos, armários e móveis, graças à sua durabilidade a longo prazo.
  • Bordo: Outra madeira abundante na América do Norte, as versões mais difíceis do bordo são usadas para degraus de escadas, móveis e corpos ou pescoços da guitarra.
  • Cereja preta : uma bela madeira pintada de vermelho da América do Norte, a cereja preta é frequentemente usada para verniz, móveis, armários e portas. Os fabricantes de guitarras às vezes usam a cereja para a beleza de seus grãos finos e o tom que a madeira produz como parte do corpo de uma guitarra. Às vezes é usado no lugar do mogno, que normalmente é importado.
  • Mogno: esta madeira oferece uma linda tonalidade vermelha ao terminar, tornando-a uma escolha popular para móveis. O mogno certificado pela FSC vem da Ásia, África ou América do Sul e Central.
  • Pinheiro: o pinheiro, geralmente visto como uma madeira macia, é sustentável em grande parte porque cresce rapidamente, o que significa que as florestas podem ser reabastecidas sem a espera necessária para recuperar um carvalho ou outra floresta de madeira dura. O pinheiro amarelo é usado na construção de casas e barcos devido a sua densidade, enquanto o pinheiro branco, mais macio, é usado para artesanato, carpintaria e móveis. Também resiste à deformação.

E o Bambu é uma madeira sustentável?

Madeira sustentável
Bambu Verde

O bambu é frequentemente visto como uma alternativa mais ecológica ao piso de madeira, pois se regenera muito mais rapidamente do que uma árvore típica. Em condições ideais, algumas espécies de bambu podem crescer até quatro pés por dia. Uma variedade chamada bambu moso cresce até 50 pés em apenas 18 meses. Um carvalho, em comparação, cresce cerca de um pé por ano.

O bambu se regenera através de rizomas, um tipo de estrutura radicular, e não através de sementes. Como o bambu cresce por conta própria, não precisa ser replantado para evitar o desmatamento. Dito isto, relativamente poucos produtos de “madeira” de bambu são certificados como sustentáveis ​​pelo FSC ou organizações similares. Se os materiais de bambu que você planeja comprar não forem certificados, procure mais informações no site da empresa ou pergunte a um representante onde e como o material é adquirido. A maioria das empresas que se preocupa com o meio ambiente lista informações sobre as medidas adotadas para garantir práticas saudáveis ​​que protegem a terra, a vida selvagem e até os trabalhadores envolvidos na colheita das matérias-primas.

O enigma da madeira tropical

Embora algumas madeiras exóticas, como teca, pau-rosa e cedro espanhol, sejam desejáveis ​​devido às suas propriedades e aparência únicas, é menos provável que sejam sustentáveis, pois suas florestas não se regeneram tão rapidamente quanto as que contêm outros tipos de árvores. É possível encontrar madeiras exóticas certificadas pelo FSC, mas isso pode exigir um pouco de pesquisa extra. Em muitos casos, se o varejista de madeira não declarar ou oferecer prova de que a madeira é de uma fonte sustentável, a madeira pode ser de florestas cortadas ilegalmente. As madeiras raras certificadas pelo FSC podem ser mais caras que a madeira serrada originária ilegalmente.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.