sistema b sistema b

Sistema B: Entenda o que é e como fazer parte

7 minutos para ler

O que é Sistema B

O Sistema B é um movimento global de empresas que buscam aliar lucro com o desenvolvimento socioambiental. São empresas que têm uma preocupação genuína em ajudar o mundo ao levar em consideração o impacto que suas ações geram ao meio ambiente, aos seus funcionários, clientes e à sociedade em geral.

As empresas que fazem parte desse movimento são chamadas de Empresas B ou B Corps. Essas empresas visam gerar benefícios para o meio ambiente e para a sociedade, usando os seus negócios para a construção de um sistema econômico mais inclusivo, equitativo e regenerativo para as pessoas e para o planeta. Elas não estão preocupadas apenas em serem as melhores do mundo, elas também se preocupam em ser melhores para o mundo.

O Movimento das Empresas B foi criado em 2006 nos Estados Unidos pela B-Labs. Ele tem como objetivo redefinir o conceito de sucesso na economia para que, além do êxito financeiro, sejam considerados também o bem-estar da sociedade e do planeta. No Brasil, o movimento chegou em 2012 liderado pelo Comitê pela Democratização da Informática (CDI), organização sem fins lucrativos que promove a inclusão social através da tecnologia, em parceria com o Sistema B.

Todas as empresas classificadas como B possuem uma certificação reconhecida internacionalmente atestando que a organização está atendendo aos mais altos padrões de gestão e transparência e se comprometendo com o desenvolvimento socioambiental.

Características essenciais de uma empresa B

Segundo o site do sistema B, as características essenciais que uma empresa precisa ter para ser considerada B são:

  • Ter um propósito forte: Ter ações que visam criar impactos positivos na sociedade e no meio ambiente;
  • Incorporar cláusulas B: Ampliar os deveres de acionistas, administradores e gestores, garantindo o compromisso da empresa de ir além de seus interesses financeiros e econômicos em suas tomadas de decisão.
  • Comprometer-se com uma melhora contínua: As Empresas B devem se comprometer em atuar seguindo altos padrões de transparência, além de sempre estarem aprimorando sua gestão e mensuração de impacto.
  • Atuar com interdependência: Fazer parte de uma comunidade de empresas e líderes globais que reconhecem o poder da interdependência  e colaboração mútua entre as empresas para o desenvolvimento de uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa.

Vantagens de ser uma empresa parte do sistema B

Fazer parte do Sistema B gera muitos benefícios para a empresa. Além de ajudar o meio ambiente, é uma forma de criar um diferencial para a sua empresa no mercado. Atualmente, as pessoas estão cada vez mais engajadas com as causas ambientais. Participar do movimento B é uma forma de posicionar a sua marca como uma empresa consciente e comprometida com as questões do planeta.

Tendo o certificado do Sistema B, você se tornará um líder global de um movimento em prol criar impactos positivos ao meio ambiente e à sociedade. Isso inspira as pessoas e chama a atenção de clientes e investidores, pois as pessoas investem nas empresas em que acreditam. Ser uma Empresa B é uma maneira de criar credibilidade, confiança e agregar valor ao seu negócio.

Além disso, fazer parte desse movimento é fazer parte de uma comunidade de líderes que acreditam no potencial um do outro para construir um mundo melhor. Isso é uma excelente oportunidade de construir alianças comerciais e de formar colaboração com outras empresas.

Pré requisitos para se tornar uma Empresa B

  • Ser uma entidade com fins lucrativos: Organizações sem fins lucrativos, como fundações, ONGs, e outros, não podem obter o certificado, pois a intenção do Sistema B é que as empresas se responsabilizem pela geração de impacto positivo para a sociedade e o meio ambiente através de suas ações, e as organizações sem fins lucrativos foram criadas já com o objetivo de ajudar na resolução dessas questões.
  • Possuir mais de 12 meses de operação: No processo de certificar a empresa como B, são analisadas informações da empresa com base em seu último ano fiscal. Por isso, para a Certificação como Empresa B, os negócios devem ter, pelo menos, 12 meses de operação.
  • Operar em mercados competitivos: As empresas devem operar em um mercado competitivo e estar expostas aos riscos normais de qualquer empresa, como seus concorrentes, impostos e mudanças comerciais. 
  • Ser uma empresa completa e distinta: A Certificação como Empresa B só pode ser realizada por empresas que sejam completas e distintas, ou seja, que incluam em sua análise todas as áreas de gestão do negócio. Não é possível obter a certificação individual para divisões, marcas, departamentos, unidades ou empresas que não tenham o controle de seu produto ou serviço
  • Adicionar as Cláusulas B aos seus documentos: Todas as Empresas B se comprometem a incluir em seu contrato social duas Cláusulas B. As cláusulas asseguram o compromisso do negócio de atuar para além de interesses puramente financeiros e econômicos, protegendo e estabelecendo responsabilidades sobre questões sociais e ambientais atreladas à sua operação.

Como fazer parte do Sistema B

Qualquer empresa pode ser uma Empresa B, contanto que cumpra os pré-requisitos mencionados. 

Para conseguir o certificado do Sistema B é preciso seguir um rigoroso processo de avaliação com 8 passos:

  1. Completar a Avaliação de Impacto B: O primeiro passo é preencher a Avaliação de Impacto B (BIA), uma ferramenta gratuita, online e confidencial, que ajuda você a medir e gerenciar o impacto positivo de sua empresa.
  2. Enviar a Avaliação de Impacto B para revisão: A empresa deve obter uma pontuação de, pelo menos, 80 pontos. Em seguida, deve realizar o envio de seu formulário para revisão e, assim, iniciar o processo de certificação.
  3. Fila de Avaliação: Após submeter a Avaliação para revisão, será feita uma análise observando se a empresa é, de fato, elegível e cumpre os requisitos mínimos para obter a Certificação como Empresa B. Após a análise, deve ser feito o pagamento inicial, de 30% da taxa anual, para começar formalmente o processo de se tornar Empresa B.
  4. Avaliação: Em seguida, a empresa segue para a etapa de avaliação, na qual serão confirmadas as informações declaradas pela empresa.
  5. Fila de Verificação: Após a Avaliação, a empresa entra na “Fila de Verificação”. Nesta etapa serão solicitados documentos que comprovem  as práticas, políticas e processos internos declarados pela empresa.
  6. Verificação: Neste momento, um auditor da equipe do B Lab será responsável por revisar a Avaliação e assegurar a coerência das respostas da empresa com base na documentação fornecida. Ao final deste processo, a empresa recebe uma pontuação final revisada.
  7. Realizar o pagamento da taxa anual: Se após a verificação, a empresa permanecer com, pelo menos, 80 pontos, ela deverá pagar os 70% restantes da taxa anual de certificação.
  8. Cumprir os requisitos legais de uma Empresa B: A organização deve se comprometer com a inclusão de duas Cláusulas B em seu contrato social. As empresas e organizações têm o prazo de 12 meses após a obtenção da Certificação para realizarem a alteração.

As empresas e organizações devem realizar a avaliação B a cada 3 anos para manter a certificação vigente. Essa é uma maneira de assegurar que as empresas já certificadas estejam cumprindo com o propósito de melhoria contínua.

Exemplos de empresas que fazem parte do Sistema B

O movimento B está crescendo cada vez mais. Ao todo, existem 3.862 Empresas B espalhadas pelo mundo, sendo 208 delas empresas brasileiras. 

Entre as mais conhecidas podemos citar:

  • Ouro Verde Amazônia (a primeira empresa brasileira a conseguir o certificado)
  • Natura
  • Pantys
  • Bemglô
  • Danone
  • Ben & Jerry’s
  • Etsy

Quer conhecer todas as empresas que fazem parte do Sistema B? Leia a lista completa aqui.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp