cores coleta seletiva cores coleta seletiva

Cores da coleta seletiva: Quais são e sua importância

4 minutos para ler

Por que as cores da coleta seletiva são importantes?

Você já deve ter ouvido sobre separar o lixo, porém ainda se confunde com as cores da coleta seletiva. Vamos te ajudar, mas antes, você já parou para pensar no porquê isso é tão importante?

A coleta seletiva consiste em lixeiras diferenciadas por cor, ou um posto de coleta de lixo reciclável. Cada lixeira comporta um tipo de resíduo, que é devidamente tratado e separado para que o processo de reciclagem ocorra sem problemas. Afinal cada material é quimicamente diferente e por isso os tratamentos para cada um são diferentes.

A separação do lixo é importante para facilitar o processo de reciclagem (Saiba mais sobre a Reciclagem). Com os resíduos devidamente separados é mais rápida e fácil a captação em lixeiras ou postos de coleta, e é muito mais prático o procedimento utilizado para reciclagem de cada tipo de material.

Além disso, também é importante para a segurança dos catadores de lixo e dos garis. Muitas vezes podem ter cacos de vidro, objetos contaminados, resíduos perigosos ou tóxicos no lixo que descartamos. Com a separação do lixo fica claro para quem quer que seja que o colete que deve ter cuidado, sabendo o que tem no lixo é mais fácil de se proteger e se prevenir de algum acidente.

Cores da coleta Seletiva

Vermelho: Plástico

Itens para descartar: garrafas, copos, sacolas, embalagens, potes.

Não descartar: Adesivos, cabos de panela, fita crepe.

Amarelo: Metal

Itens para descartar: lata de bebida, tampinhas de garrafas, arames.

Não descartar: esponjas de aço, lata de tinta, clipes ou grampos.

Azul: Papel

Itens para descartar: folhas de papel, panfletos, caixa de papelão, jornais.

Não descartar: papel carbono, adesivos, papel celofane, papéis sanitários.

Verde: Vidro

Itens para descartar: garrafas, copos, frascos, embalagens de conserva.

Não descartar: espelhos, cerâmica, óculos, vidro temperado.

Marrom: Orgânico

Itens para descartar: casca de fruta, saquinho de chá, coador de café.

Não descartar: ossos, óleo, graxa, gordura, remédios, produtos químicos.

Preto: Madeira

Itens para descartar: galhos, caixas, móveis, palitos de dente ou sorvete.

Não descartar: pregos, parafusos, verniz, material cortante.

Laranja: Resíduos perigosos

Itens para descartar: pilhas, baterias, lâmpada fluorescente, tinta, produtos químicos.

Não descartar: gordura, óleo de cozinha.

Branco: Resíduos ambulatoriais

Itens para descartar: gazes, luvas, gesso, agulha, ampola, lâminas.

Não descartar: vidro de remédio, fita adesiva ou esparadrapo.

Roxo: lixo radioativo

Itens para descartar: produto químico, seringas, material radioativo ou contaminado, solvente.

Não descartar: óleo, pilhas, peças de eletrodomésticos. 

Cinza: lixo não reciclável e coleta seletiva

 Itens para descartar: Todo material que não seja  possível reciclar.

(DICA: Entenda sobre a reciclagem e sustentabilidade)

O que fazer com lixo eletrônico e eletrodomésticos? Faz parte da coleta seletiva?

Às vezes, quando você compra um produto eletrônico ele vem com instruções de descarte. Se não há qualquer instrução ou você tenha descartado manual de instruções e não saiba como fazer, existem outros meios. Um deles é reciclar. Peças de eletrônicos podem ser muito úteis e podem ser reaproveitadas. A segunda opção é procurar saber sobre campanhas de coleta de lixo eletrônico em sua cidade. 

Com os eletrodomésticos funciona da mesma maneira. Você pode procurar saber de postos de coleta na sua cidade através da prefeitura, ou tratar como lixo reciclável. Embrulhe bem objetos cortantes ou perfurante para que não haja acidentes. E é sempre válido lembrar que também existe a doação desse tipo de aparelho, caso você esteja apenas precisando de upgrade na sua casa.

O que fazer se não tem lixeiras da coleta seletiva por perto?

Primeiramente, sempre prefira comprar produtos de embalagens recicláveis, assim o processo se torna mais fácil. Se não há lixeiras coloridas por perto separe seu lixo em três categorias, lixo orgânico, lixo reciclável e lixo não reciclável. Aquele que não for possível reciclar você pode desfazer-se dele normalmente, ele será encaminhado para um aterro sanitário pelos garis. 

Para o lixo reciclável e para o lixo orgânico, o ideal seria pesquisar por postos de coleta seletiva. Mas se você não pode levá-los até lá por qualquer motivo que seja, é interessante que você identifique que aquele material é totalmente reciclável, os catadores poderão fazer bom uso daquele resíduo. Futuramente também seria viável que você solicitasse à prefeitura a implementação de lixeiras de coleta seletiva em seu bairro.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Billa Pop-Up